Brasilian Music Treasure Hunt
-notes from a search for musical treasure from Brazil -a quest for insight and understanding with a tendency to lapse into compulsive shopping


links open windows




This page is powered by Blogger. Why isn't yours?





Subscribe with Bloglines


contact





home





2007-05-31
Revista Música Brasileira:
O dilema de Guinga
Poucos artistas no mundo podem se gabar de serem tão incensados e afagados pela crítica como o carioca Carlos Althier de Souza Lemos Escobar, mais conhecido como Guinga. Seu último CD, Casa de Villa (Biscoito Fino, 2007) foi recebido com os melhores adjetivos pela imprensa especializada. “Genial” e “obra-prima” foram palavras recorrentes nas resenhas.

ZiriGuidum:
Gabriel Grossi
A gaita no forró

JB Online:
A eleita
A paulistana Mônica Salmaso divide o palco com Chico Buarque no encerramento da turnê de 'Carioca', no Circo Voador, e diz que a busca pela fama é 'estranha'

JC Online:
Pacote Simpatia
Na esteira do lançamento do novo CD de Jorge Ben Jor, a Som Livre reedita também três títulos do artista lançados nos anos 80, quando ele ainda era somente Jorge Ben, e que nunca haviam saído em CD. E numa parceria Biscoito Fino/Som Livre, chega às lojas DVD com show de 1982. Salve Simpatia!

Digestivo Cultural:
Espiral
Provavelmente a música brasileira instrumental mais interessante do momento está sendo composta, lançada e tocada por Léa Freire e seus parceiros, através da gravadora Maritaca.
Orra, meu
Rita Lee sempre esteve no meio do caminho entre o rock e a música brasileira, então não é estranho que agora ela pule de uma major do disco para a gravadora Biscoito Fino. Seu primeiro lançamento na nova casa é a caixa de DVDs Biograffiti, no embalo de boxes como o de Tom Jobim (da mesma BF) e Elis Regina.

Gafieiras:
Papete e Luis Lopes, percussão e piano
Percussionista de currículo extenso, o maranhense Papete chamou o amigo e pianista Luis Lopes (os dois tocam na banda de Almir Sater) para contar uma história musical, instrumental e para todas as idades chamada Era uma vez... (CPC-UMES, 2007).
Vanessa da Mata nos lençóis de seu reggae
O sucesso popular quase sempre é um mistério, mas a cantora e compositora Vanessa da Mata parece saber alguns de seus caminhos. Após surgir na voz de Maria Bethânia em 1999 com “A força que nunca seca” (parceria com Chico César), a matogrossense lançou seu primeiro disco em 2002 e logo veio o sucesso de “Não me deixe só”.

Correio da Bahia:
Toda a intuição de Vanessa da Mata
Cantora mato-grossense lança o seu terceiro e melhor álbum, "Sim"