Brasilian Music Treasure Hunt
-notes from a search for musical treasure from Brazil -a quest for insight and understanding with a tendency to lapse into compulsive shopping


links open windows




This page is powered by Blogger. Why isn't yours?





Subscribe with Bloglines


contact





home





2006-11-21
JC Online:
Mestre Salu comemora 61 anos.
Confira íntegra do chat

O Povo:
Dr. do baião
De Iguatu para todo o Brasil. Assim se resume a trajetória a obra do compositor cearense Humberto Teixeira, autor de sucessos como Asa Branca e Kalu. A memória do Doutor do Baião, como era chamado pelo parceiro Luiz Gonzaga, vem sendo reavivada pela filha dele, a atriz Denise Dummont, por meio de um livro e de um filme, 27 anos após a morte dele
Recordações da terra natal
Humberto Teixeira tinha uma ligação muito grande com os familiares e nunca esquecia de fazer visitas aos primos e tios em Iguatu, sua terra natal
Homenagem na cidade
A Rodovia Humberto Teixeira (assim rebatizada a CE-060, antiga estrada do algodão) que liga o município de Iguatu a Fortaleza, em 395 quilômetros; o Centro de Atração Cultural e o edifício onde funciona o Banco do Nordeste.
Casa do compositor perde aspectos originais
Uma única imagem fotográfica, do acervo da coordenadora do Museu da Imagem e do Som, Gardevânia Farias, mostra a casa onde nasceu o advogado e compositor Humberto Teixeira.
Ritmo que correu o mundo
O crítico de música José Teles reconstrói a história do baião desde antes do surgimento da parceria entre Humberto Teixeira e Luiz Gonzaga. No entanto, na sua visão, foi apenas a releitura das cantigas do sertão feita pelos dois que transformou o ritmo em moda nacional, chegando a inspirar até mesmo músicos do exterior
Parceria singular
Luiz Gonzaga não seria o mesmo sem Humberto Teixeira e vice-versa. A professora de Música Elba Braga Ramalho interpreta a parceria dos dois músicos como a responsável, na década de 40, pela divulgação de uma visão estética nordestina que conseguiu ir além da literatura. Isso só foi possível a partir das vivências e saberes de cada um deles
Laços afetivos
Durante toda a carreira, Humberto Teixeira esteve rodeado de amigos. Deles partem as histórias do tempo em que o baião vivenciava seu auge e de quando o compositor transitava pelas rodas da boemia carioca. O jornalista Sérgio Cabral e a cantora Carmélia Alves são alguns dos que confessaram os episódios vividos ao lado do cearense
Reencontro
Do dia-a-dia de Humberto Teixeira nasceram as lembranças mais carinhosas da vida dele. Algumas delas estão aqui colocadas pela filha única dele, a atriz Denise Dummont, que hoje vive em Nova York
Ele e nós
"Humberto Teixeira é um elemento básico da música brasileira e principalmente da música nordestina e cearense."

Universo Musical:
Em ritmo de gafieira
O sambista mais popular do Brasil admite: não tem cuidados com a voz (“fumo e bebo cerveja gelada”), nunca buscou a fama (“se fosse por mim, não teria dado certo”), não está nem aí para o assédio (“vou ao botequim de bermuda e chinelo”), muito menos para a venda de discos (“venho todos os dias à gravadora, mas não falo de trabalho”).

Jornal da Paraíba:
Nova série de discos ao vivo resgata bossa nova
Roberto Menescal é um baluarte da bossa nova. Como instrumentista, gravou com muita gente, lançou discos solo e deu aulas de violão no auge da batida moderna, nos anos 1950. Como compositor, é autor (com o letrista Ronaldo Bôscoli) dos principais clichês barquinho-céu-azul-zona-sul da bossa.

ipcdigital:
Cantor nikkei é revelação da nova MPB
Dan Nakagawa desponta como uma das boas surpresas na música brasileira

Último Segundo:
Dicionário Ilustrado da MPB é lançado no Rio
O Dicionário Houaiss Ilustrado da Música Popular Brasileira, da Paracatu Editora, reúne biografias e dados relevantes de 5.322 autores, intérpretes, grupos, agremiações, blocos e estilos musicais brasileiros urbanos.

O Povo:
O Houaiss da MPB
Ricardo Cravo Albin diz ter ficado "indignado'' com o tamanho de seu próprio verbete. Ele ocupa quase uma página (123 linhas) do dicionário, mais que os de João Gilberto, Hermeto Pascoal, Cazuza e outros artistas importantes. "Isso me aborreceu muito. Eles [pesquisadores] prestaram uma homenagem indevida. Não pode homenagear me desgostando. Vou tirar na próxima edição", afirma.

Gazeta de Alagoas:
MPB de A a Z
Paulinho da Viola, Elis Regina, Jair Rodrigues e Maria Bethânia: quatro “nomes” no universo de 5.322 verbetes do Dicionário Houaiss Ilustrado da Música Popular Brasileira