Brasilian Music Treasure Hunt
-notes from a search for musical treasure from Brazil -a quest for insight and understanding with a tendency to lapse into compulsive shopping


links open windows




This page is powered by Blogger. Why isn't yours?





Subscribe with Bloglines


contact





home





2004-04-20
now playing: Marcos Ariel & Jean Pierre Zanella - Diplomatie

O Dia Online >>> Estudio
Choro
Radicado desde 1967 nos Estados Unidos, o maestro Moacir Santos (foto) tem reunidos em CD os choros que compôs nos anos 40 e 50. Produzido por Mário Adnet e Zé Nogueira para a Biscoito Fino, o disco já está pronto e deverá sair este ano.

Digestivo Cultural:
Entertainer
João Carlos Assis Brasil informa que gravou “Todos os Pianos” (Biscoito Fino, 2004) em menos de duas sessões. Donde, podemos concluir que gravou tudo em uma única sessão. Em “uma sessão e meia”, talvez?

O Povo:
No peito e na raça
Um encontro do poético e do improviso. Em Noite dos Campeões da Poesia, hoje a partir das 20h, no Theatro José de Alencar, Geraldo Amâncio reúne a nata de sua geração para celebrar seus 40 anos de viola e cantoria. Participam, entre outros, Oliveira de Panelas, Chico Pedrosa e Sebastião da Silva
Geraldo Amâncio Pereira, por ele mesmo
"Minha mãe vendeu uma galinha, uns ovos, viajei e até hoje, depois de 40 anos, nunca mais voltei pra roça e não fiz outra coisa a não ser cantar''
Sobre Geraldo Amâncio
Nos 40 anos de repente e viola do Cantador Geraldo Amâncio, me (s)ocorrem as palavras do Mestre Ariano Suassuna que, ad referendum, faço minhas: 'Se eu tivesse o Dom do Repente, não falava com ninguém, de tão orgulhoso'.

Diário do Nordeste:
Sem balacobaco
Sem mostrar o pique de apresentações anteriores, Rita Lee esbanjou o bom humor de sempre, mas fez apenas o suficiente para agradar os fãs, noite de sábado último, na Praça Verde do Centro Dragão do Mar
Noite para cantador nenhum botar defeito
Na casa do avô paterno, Manoel Amâncio, cantoria era assunto proibido. Isso era para gente sem futuro, não para as crias de Seu Manoel, homem da roça, um dos mais abençoados (ele tinha uma dezena de gados) entre os moradores do pobre município do Cedro.
De repente poesia
No Nordeste, mais precisamente no Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, podemos afirmar que se cultua uma das mais originais e difíceis formas de expressão poética: o verso improvisado. A poesia de repente; o improviso na ponta da língua. Versos medidos e rimados dentro da melhor técnica e tradição poética.

O Globo:
Em quatro coletâneas, gravadora Dubas monta a trilha sonora do antigo Brasil moderno
- Essas coletâneas falam de um Brasil que era moderno antes dessa palavra servir para quase tudo - define Ronaldo Bastos, responsável pelas compilações ao lado de Leonel Pereda. - É o país cordial, da delicadeza, da mudança representada na bossa nova, no cinema novo, nos costumes.
Música de gringo esperto
Essa concepção de lounge já estava aqui no Brasil há muito tempo, de outra forma, como mostram as coletâneas. Para algumas pessoas, é uma maneira de vender os discos para o mercado externo, falam que é "som de gringo".
Crítico do 'New York Times' elogia shows de Caetano Veloso no Carnegie Hall
Caetano Veloso encerrou na noite deste sábado a série Perspective, de cinco concertos no Carnegie Hall, que teve dois shows dele e três com o AfroReggae, Virginia Rodrigues e Martinália. O crítico do jornal "New York Times", Jon Pareles, afirmou que as cinco noites foram insuficientes para mostrar todas as facetas dele.

Estadão:
NY aplaude a semana Caetano Veloso
Crítico do New York Times elogia série de shows coordenada pelo cantor, incluindo duas apresentações suas, na sexta e no sábado

JB Online:
Poucos destaques no Abril Pro Rock
Sem herdeiros para as estrelas do mangue beat, festival aposta em nomes consagrados para atrair público

Jovino Santos Neto in Toronto