Brasilian Music Treasure Hunt
-notes from a search for musical treasure from Brazil -a quest for insight and understanding with a tendency to lapse into compulsive shopping


links open windows




This page is powered by Blogger. Why isn't yours?





Subscribe with Bloglines


contact





home





2003-06-13
now playing: Monarco - A Voz do Samba

Correio Braziliense:
Clássicos do forró ao som dos pífanos
Os músicos da Banda de Pífanos de Caruaru comemoram: prestes a completar 80 anos, estão ampliando o público. Seus fãs não se concentram mais só entre os mais velhos ‘‘Os jovens estão aderindo ao trabalho da banda’’, diz o líder, João Biano.c
Risco reduzido
Consumidores de CDs e DVDs perdem o medo do comércio eletrônico e cada vez mais compram pela internet. De olho nos lucros, sites aperfeiçoam técnicas de segurança e aprimoram atendimento virtual

A Tarde:
Peça sobre Luiz Gonzaga
Neste final de semana pré-São João, nada mais justo que contar a história de Luiz Gonzaga. A peça O Vôo da Asa Branca aterrissa de malas e bagagens em Nazaré das Farinhas, no Cine-Teatro Rio Branco.

Arte Musical:
Alguns destaques da discografia de Jane Duboc
Quando ouvi Jane Duboc, pela primeira vez, fiquei encantado com sua voz doce, cristalina e extremamente bela.

Folha Online:
Músico Itamar Assumpção morre em São Paulo
O músico Itamar Assumpção morreu na noite desta quinta-feira, aos 53 anos, vítima de câncer no intestino. Ele estava em casa, em São Paulo.
Maldito da MPB, Itamar Assumpção fez sucesso ao lado de Arrigo Barnabé
Francisco José Itamar de Assumpção nasceu em Tietê (interior de São Paulo) no dia 13 de setembro de 1949. Conhecido como "maldito da MPB", o músico misturou samba com rock e funk, entre outros ritmos, em letras impregnadas de sátira e crítica social.
Confira a discografia de Itamar Assumpção

Estadão:
Morre Itamar Assumpção aos 53 anos
O músico Itamar Assumpção morreu na noite desta quinta-feira, em São Paulo, aos 53 anos, vítima de câncer no intestino.
Jamelão chega aos 90 coberto de glória
Mesmo internado em São Paulo, em tratamento de diabete, cantor não pára de receber solicitações de shows e homenagens
Da canção de amor ao samba de quadra
Foi ali pelo final dos anos 30 que Jamelão fez sua estréia profissional, numa gafieira de Vila Isabel. Cantou um samba do repertório de Ciro Monteiro, um de seus ídolos. Os outros ídolos eram Orlando Silva, Sílvio Caldas e Gilberto Alves, os três mais próximos da canção de amor do que do samba.