Brasilian Music Treasure Hunt
-notes from a search for musical treasure from Brazil -a quest for insight and understanding with a tendency to lapse into compulsive shopping


links open windows




This page is powered by Blogger. Why isn't yours?





Subscribe with Bloglines


contact





home





2003-06-22
Estado de Minas:
Memória musical
Palácio das Artes tem precioso material de registro de shows e concertos, aguardando projeto de preservação. Destaque é a apresentação de Tom Jobim, considerada um marco pela família do compositor, que será lançado em CD pela gravadora Biscoito Fino
Intimidade com o público
Registro do concerto no Palácio das Artes, em 1981, é considerado um dos mais importantes de Tom Jobim acompanhado apenas pelo piano, além de conter várias histórias sobre suas parcerias mais significativas
Roteiro afetivo da bossa
Dedicado aos parceiros, o concerto é aberto com Desafinado, da parceria com Newton Mendonça que, segundo Tom, ninguém queria sequer editar . Nem os cantores queriam a música. O próprio João (Gilberto) não queria , recorda, para falar do sucesso do clássico, que ele interpreta com a introdução ignorada pela maioria dos atuais intérpretes.
Noite Mineira
Repertório dos dois concertos de Tom Jobim em BH, que deverão ser reunidos em CD
Ouro puro
Shows gravados no Palácio das Artes
Obra de Chediak terá continuidade
A morte prematura do violonista, compositor e produtor Almir Chediak, responsável pela criação no Brasil do denominado songbook livro-disco no qual é editada a obra completa de um autor não impedirá a família de levar sua obra adiante, segundo revelou Jesus Chediak, o irmão mais velho de Almir, que se tornou seu inventariante, além de assumir a Lumiar Discos & Editora ao lado do primo Pedro Chediak.
Transparência com prestígio
Segundo o compositor Antônio Adolfo, que tem sete livros publicados pela Lumiar Discos & Editora, além da participação em vários songbooks, o irmão Jesus é a pessoa indicada para dar continuidade ao trabalho de Almir Chediak na empresa.
Renata Arruda canta outras
Por Elas e Outras, quarto álbum da cantora Renata Arruda, faz um passeio pelo repertório de vários nomes femininos do cancioneiro nacional da musa da dor-de-cotovelo Maysa, passando por compositoras contemporâneas, como Zélia Duncan, Marisa Monte e Adriana Calcanhotto.