Brasilian Music Treasure Hunt
-notes from a search for musical treasure from Brazil -a quest for insight and understanding with a tendency to lapse into compulsive shopping


links open windows




This page is powered by Blogger. Why isn't yours?





Subscribe with Bloglines


contact





home





2001-10-07
Revista MusicNet:
Antonio Adolfo relança um dos melhores discos dos anos 70
O pianista, compositor e arranjador Antonio Adolfo relança este disco, gravado em 1979. Seus companheiros são Serginho Trombone, Zé Carlos (sax e flauta), Bidinho (trompete), Hélio Capucci (guitarra), Jamil Joanes (baixo elétrico), Teo Lima (bateria), Agenor Mendes (percussão) e o grupo Viva Voz.
Johnny Alf grava nos Estados Unidos
O pianista e compositor Johnny Alf gravará um CD para a Malandro Records, em Nova York. Alf, um dos precursores da bossa nova e autor de sucessos como "Eu e a Brisa" e "Céu e Mar", gravará algumas das suas composições com Randy Brecker (trompete), David Sanchez (sax-tenor), Romero Lubambo (violão), Cesar Camargo Mariano (piano), Nilson Matta (baixo) e Paulo Braga (bateria). Será a primeira vez que Johnny Alf gravará no exterior.
Noite brasileira no Carnegie Hall, em New York
No próximo dia 15, mais uma vez o Carnegie Hall será palco de uma noite de música brasileira, equivocadamente intitulada de "40 Anos de Bossa Nova" pelos produtores Ettore Stratta e Pat Philips. As atrações serão Gal Costa, Dori Caymmi e banda, o duo do pianista César Camargo Mariano e o violonista Romero Lubambo, o acordeonista francês Richard Galliano, a cantora Jane Monheit, a nova musa da música americana, e o sambista paulista Filó Machado.
Excelente disco de estréia da cantora-revelação Anna Toledo
A ótima cantora paranaense Anna Toledo faz sua estréia neste sugestivo CD gravado entre 1999 e 2000. A boa escolha do repertório reflete a segurança com que ela trilha um caminho  que lhe dará maiores e melhores frutos num futuro próximo.
A saudade imorredoura do insubstituível Victor Assis Brasil
Há 20 anos, precisamente em 14 de abril de 1981, faleceu o saxofonista Victor Assis Brasil, cuja carreira foi um capítulo especial e memorável na história da música instrumental em nosso país. Batalhador incansável, lutou obstinadamente pela música na qual acreditava, tornando-se sinônimo de jazz em nossa terra, sem compromissos com esquemas ou modismos. Seu úncio compromisso foi a honestida de propósitos ao público fiel  que prestigiou sua passagem pela nossa cena musical calcada na indômita coragem de viver profissionalmente tocando jazz.