Brasilian Music Treasure Hunt
-notes from a search for musical treasure from Brazil -a quest for insight and understanding with a tendency to lapse into compulsive shopping


links open windows




This page is powered by Blogger. Why isn't yours?





Subscribe with Bloglines


contact





home





2001-10-02
no.com.br:
Versos melódicos de Bandeira
"Estrela de uma vida inteira", projeto de Olívia Hime que reuniu um timaço da MPB para musicar versos de Manuel Bandeira, é reeditado em CD quinze anos depois de fazer sucesso em vinil.
No ar, contrabando de forró
A rádio cearense Somzoomsat jamais desconfiou do sucesso que faz nas favelas do Rio. Seu sinal, na verdade, está sendo roubado por emissoras piratas na Rocinha e Rio das Pedras.

O Dia:
Mauro Ferreira - Estúdio

Jornal de Brasília:
Piratas em ofensiva
Bancas de camelôs em São Paulo vendem cópias ilegais de discos que ainda não foram lançados

Jornal do Brasil:
Sambista-chorão de primeira
Francis Hime alia sintaxe popular e requinte concertista em CD duplo interpretado por 15 pianistas
Sua excelência, Juarez Araújo
Pouco conhecido pelo público, saxofonista que abre a série 'Os solistas', já foi considerado um dos melhores do mundo

Jornal Hora do Povo:
Coleção de ensaios sobre duas facetas da nossa música
"Populares & Eruditos" é o título do livro, organizado por Alexandre Pavan e Irineu Franco Perpétuo, que traz 25 ensaios sobre compositores e gêneros brasileiros, numa coleção de reportagens sobre duas facetas bem diferentes da música brasileira.

O Povo:
O desafio da bossa
Da idéia inicial de fazer um disco de bossa nova, Zizi Possi realizou Bossa, seu 17º disco, onde dá sua versão particular para o gênero musical criado por João Gilberto e Tom Jobim.

A Crítica:
Ao vivo, ela é melhor ainda
Leila Pinheiro é das melhores cantoras brasileiras. Afinadíssima e com um timbre que lembra muito Elis Regina, ela foi relegada a um segundo plano no início de sua carreira, pois surgiu para o grande público pouco depois da morte da Pimentinha. Mas, aos poucos, ela foi crescendo e mostrando seu potencial. Leila está lançando "Mais coisas do Brasil" (Universal Music), um CD ao vivo no qual reúne grande parte do repertório que construiu há quase duas décadas de carreira artística.
A nova bossa de Zizi Possi
Zizi Possi sabe de cor e salteado o caminho da elegância musical. Percorre as trilhas do bom gosto, da afinação, da escolha acertada de repertório, enfim, todos os atributos para quem pretende ocupar o trono que já foi de Elis Regina, a maior cantora do Brasil. Ela tem tudo para tal. "Bossa", seu mais recente lançamento pela Universal Music é só mais um atestado de competência.
Portela descobre o Amazonas
Escola de samba tradicional do Rio de Janeiro escolheu o samba-enredo para o  seu carnaval do próximo ano
Compositores Amazonenses - Nossa música ecoa, há tempos, lá fora
Desde os primórdios da década de 60, com os Mutantes, nossos músicos já chamavam a atenção dos grandes nomes da MPB

A Tarde:
Lampirônicos - Luz e som
Que Luz é Essa?, primeiro CD do Lampirônicos, pela Sony Music, chega ao mercado. Tem, na maioria das 14 faixas, letras contundentes, escritas pelos próprios integrantes e por outros autores novos.

Correio da Bahia:
Zizi Possi / "Aprendi a me apaixonar de forma menos italiana
Zizi Possi, 45 anos, precisou de um tempo para se convencer de que valeria a pena gravar um disco conceitualmente identificado com a Bossa Nova. Quando aceitou a idéia, deixou claro que precisava ter carta branca da gravadora, para poder dar a sua própria visão musical do gênero. Fiel à personalidade que impôs à sua carreira nos últimos dez anos, quando surpreendeu a crítica com o ótimo Sobre todas as coisas (1991), Zizi determinou mais uma vez que só gravaria canções que espelhassem a sua verdade artística.
Moska em mutação
Paulinho Moska lança seu sexto CD, "Eu falso da minha vida o que eu quiser", no qual sinaliza para uma série de mudanças na sua vida e carreira

Diário do Nordeste:
Os maracatus e batuques da tradição cearense
A benção, caboclada, o maracatu pede passagem. Manifestação tradicional da cultura afro-acaboclada cearense, o maracatu exercido em nossas plagas vem merecendo cada vez mais o reconhecimento do público e dos seus mantenedores. Prova disso foi o lançamento de um CD inteiramente dedicado ao ritmo: "Maracatus & Batuques", quinto volume da coleção Memória do Povo Cearense, apresentado no Anfiteatro do Centro Dragão do Mar, na última sexta-feira.
Pop-rock nordestino
A banda "Jumenta Parida", do Ceará, faz uma fusão de hardcore com elementos rítmicos e culturais regionais.

O Estado de S. Paulo:
SP cai no samba-rock do Trio Mocotó
O samba-rock de Fritz Escovão, João Parahyba e Nereu Gargalo, o Trio Mocotó, de fato, sustenta a retomada do gênero, criado no fim dos anos 60, sob a vigilância esquizofrênica do regime militar e dos olhares dos patrulheiros da MPB engajada. Em pleno vigor criativo, o conjunto, formado na famosa boate Jogral, em 1968, apresenta-se nesta quarta-feira na Choperia do Sesc Pompéia.
Daniela Mercury foge do axé em novo álbum
Seu flerte com a música eletrônica, iniciado em seu último disco, ganha ainda mais relevo em Sou de Qualquer Lugar, o sétimo de sua carreira

Folha Online:
Daniela Mercury traz eletrônica e forró em novo CD
É curioso ouvir Daniela Mercury, 36, falar de seu passado. Rainha do trio elétrico baiano, abre-alas da geração musical mais tarde conhecida como a do axé music e sobrevivente nos escombros dessa mesma moda, hoje divulga "Sou de Qualquer Lugar", seu sétimo disco. Nem sempre ela teve tanta carga nas costas.
Atordoada, Daniela Mercury opta pela variedade por indecisão
No xadrez das reviravoltas de mercado e do esgotamento da música baiana ultracomercial, a crise visitou Daniela Mercury. Isso fica evidente no deslocamento de registro que ela vive, da mulher que bradava "a cor dessa cidade sou eu/ o canto dessa cidade é meu" para a que proclama, na canção de Lenine e Dudu Falcão que dá título ao novo álbum: "Sou de qualquer lugar".

JC Online:
Falamansa segue na pisada do xote
Grupo paulista de ‘forró universitário’ enfrenta o difícil teste do segundo disco depois de conseguir emplacar 1,5 milhão na estréia
Alma da banda é um arcoverdense
Essa É Pra Vocês segue o surrado axioma futebolístico: não se mexe em time que está ganhando, ou pelo menos, não se deve mexer muito. A música-título é um xote em tom menor, com melodia pegajosa, e letra de leve protesto social. Já a seguinte, tem uma leve pitada de lambada, e está mais para forró híbrido cearense, inclusive na letra, de uma funcionalidade, que tanto poderia encaixar-se num axé quanto num pagode.

BRAVO!:
Voraz cidade
Novo disco de Arnaldo Antunes reflete megalópole

O Popular:
Nara Leão - As muitas faces da musa da bossa nova
Biografia da cantora, escrita por Sérgio Cabral, revela uma artista intensa e que lançou vários músicos no País