Brasilian Music Treasure Hunt
-notes from a search for musical treasure from Brazil -a quest for insight and understanding with a tendency to lapse into compulsive shopping


links open windows




This page is powered by Blogger. Why isn't yours?





Subscribe with Bloglines


contact





home





2001-09-10
no.com.br:
Pirataria ou morte?
Ouvir a voz de Nara Leão é hoje privilégio de poucos. Se depois da biografia de Sérgio Cabral o leitor quiser relembrar ou conhecer um dos nomes fundamentais da MPB nos anos 60 vai ter que apelar para uma velha coleção de vinis, enfrentar o dólar num CD japonês ou, o que é mais fácil, apelar para um CD caseiro. Nas lojas e em reais, a musa da bossa nova tem seus melhores momentos destroçados nas coletâneas que se multiplicam em busca de lucro fácil.
Nara, só para ler
Caetano Veloso, certa feita, afirmou que Nara Leão além de mãe da Bossa Nova era irmã da Tropicália. Ao lugar comum disseminado pela crítica de que a cantora fora mãe e musa, combatido pela própria Nara que se dizia a muda da Bossa Nova, o poeta baiano vinha sugerir, como contraponto complementar, a leitura de uma outra dimensão da importância de Nara para a história da MPB.
Egberto Gismonti: No aeroporto e na internet
"A saída para a música brasileira é o aeroporto." Há pelo menos uma década, Egberto Gismonti tomou a frase de Tom Jobim como máxima para sua carreira. Desde então, comprou todas as matrizes dos discos que lançou pela Odeon e criou o selo Carmo para lançá-los e dar espaço a diversos outros artistas brasileiros.

O Globo:
Ney Matogrosso por inteiro
O cantor grava hoje um depoimento para o Museu da Imagem e do Som, contando histórias de sua vida pessoal e artística. Sem preocupar-se com a opinião alheia, ele afirma "vou falar as minhas verdades. Alguns podem gostar, outros não"
"Sou muito bem-sucedido para estar triste"
No dia 1º de agosto, Ney de Souza Pereira, o Matogrosso (de Boa Vista, no Mato Grosso...), completou 60 anos, na moita, no Rio. Não quis festa, ficou em casa. E aí, como sempre, os mexeriqueiros, na sua endêmica falta de originalidade, disseram que estava deprimido. Já os amigos preferiram conferir pessoalmente em vez de problematizar o livre arbítrio do aniversariante. Resultado: de oito da matina a uma da madrugada, as visitas não deram sossego. Ney estava ótimo e os comes-e-bebes, a postos para eventualidades.
Sensualidade guiada pela arte, não pelo showbiz
A ditadura da sensualidade, por exemplo, foi deposta. Das várias fitas que recebe com propostas de novos compositores, dispensa a maioria. Estão por demais comprometidas com uma certa latinidade e com o apelo à libido.
Samba envelhecido em barril de carvalho
Juntos, eles têm mais de 160 anos de samba. Os compositores Guilherme de Brito e Casquinha sobem hoje e amanhã no palco do Rival para mostrar que o tempo só fez bem ao talento dos dois. Eles aproveitam o show para apresentar os discos "Samba guardado", de Guilherme, e "Casquinha da Portela", de Casquinha
Presença de Hermeto
O mundo está melhor desde que o contrabaixista, tubista e compositor Itiberê Zwarg - que há duas décadas integra a usina sonora de Hermeto Pascoal - reuniu 27 jovens músicos e começou a ensiná-los a mágica que aprendeu com o mestre albino. Não apenas ensinar, mas também adicionar ao idioma "bruxístico" as suas próprias idéias, multiplicando a matriz sonora da melhor música do Brasil numa estrutura que reflete suas cores em combinações ilimitadas. Respire fundo: piano, teclado, baixo, violinos, violas, cellos, contrabaixos, flautas, flautins, saxes, bateria, percussões, vibrafone, clarinete, clarone, trompete, melofone, guitarra elétrica, violão, cavaquinho, bandolim, viola caipira, sanfona e vocalise...

Alô Música:
Jorge Aragão - Todas
Sonhar, como dizia um dos sambas de enredo mais famosos da Mocidade, "não custa nada... ou quase nada". E é nesse mundo quase de sonhos que Jorge Aragão vem vivendo atualmente. "Véio, eu nem imaginava tudo
isso nessa altura do campeonato. Fico sem jeito com o assédio e a forma com que algumas pessoas passaram a me olhar". E o mais engraçado ainda é que, nem no início de carreira, Jorge sonhara chegar tão alto.

Diário Popular:
Jorge Aragão emplaca Todas
Jorge Aragão não está nem aí para as pressões do sucesso. Mesmo com toda a expectativa que cerca o lançamento de seu novo CD, Todas (Indie Records), o cantor, compositor e cavaquinista conserva, no dia-a-dia, o mesmo jeitão tranquilo e cheio de ginga que mostra em suas canções. Nem parece alguém sobre quem pode recair as cobranças provocadas pela marca de um milhão e meio de cópias vendidas de seus últimos dois álbuns, Jorge Aragão Ao Vivo (1999) e Ao Vivo 2 (2000).
Discografia
Faixa a faixa do novo CD

Terra - Diversão
"Nova" Bossa Nova conquista Inglaterra e espera pelo Brasil
Os ingleses sempre tiveram alguma resistência em relação à música que não era cantada em sua língua. Mas isso vem mudando, a ponto de, agora, ser a Inglaterra quem exporta música "típica" de outros países. E, segundo a BBC, o Brasil não escapa dessa onda. Aliás, onde mais se sente a tendência é na "Nova Bossa Nova" - nome não muito original do movimento que une o ritmo nacional dos anos 60 às ultramodernas batidas eletrônicas.

Jornal do Brasil:
Celebrações do melhor samba
Guilherme de Brito fez um show, no início da semana passada, no Flamengo, que, para dizer o mínimo, foi comovente. Naquela noite, o ilustre mangueirense de 80 anos homenageou seu parceiro Nelson Cavaquinho e aproveitou para interpretar músicas do disco que lançou recentemente, Samba guardado. Guilherme repete a dose, hoje e amanhã, no Teatro Rival, fazendo mais um show de lançamento do disco. Melhor: Casquinha, outro bamba, estará fazendo o mesmo, mostrando também na casa da Álvaro Alvim, no Centro, o repertório de Casquinha da Portela, disco que saiu na mesma época do de seu colega de geração.

Jornal do Tocantins:
Sérgio Cabral faz livro sobre Nara Leão
Desde o tempo em que escrevia para jornais até os trabalhos de pesquisa exaustiva - biografias, como as de Elisete Cardoso ou Tom Jobim, história, como a das escolas de samba do Rio de Janeiro -, os textos de Sérgio Cabral são tão leves que se deixam saborear como leves crônicas. Não deixam transparecer o esforço da coleta de dados, de articulação de fatos, de esclarecimento de pontos obscuros.

Correio do Povo:
Destaques nacionais nos lançamentos em CDs vão do forró ao samba-rock.

Folha Online - Ilustrada - Daniela Mercury fará show no Canadá este mês

JC OnLine:
Cylene Araújo prova que tem fôlego de sobra para cantar muitos forrós
Cantora apresenta, hoje, em São Paulo, um tributo a Gonzagão depois de ter batido o recorde em horas de show